Na mesma água

394592_396141803777088_754449042_nEu falei no post Um bom legado que se cogitava a formação de uma banda com os filhos dos ex-Beatles, mas depois houve os desmentidos.
Eu achei a idéia bem bacana, mas os problemas viriam com as comparações, porque os Beatles são inigualáveis.
Eu acho que para quem cresce no meio musical é até natural seguir carreira na música, mas não necessariamente ter o mesmo talento que seus pais.
Ultimamente tenho visto alguns programas reprisados e, por coincidência, aparecem filhos de artistas nacionais que enveredam pelo mesmo caminho.
No canal a cabo Viva vi o programa “Som Brasil”, de 2011, em homenagem a Erasmo Carlos com a participação de Andreia Dias, Silvia Machete, Autoramas e Fernanda Takai e o “tremendão” cantou com seu filho, Alexandre Pessoal.
Neste final de semana, no canal Globo News, vi a reprise do programa “Sarau”, apresentado por Chico Pinheiro, exibido em agosto do ano passado com o cantor e compositor João Bosco  (um dos meus ídolos), em comemoração de seus 40 anos de carreira e que teve a participação de sua filha, a cantora Júlia Bosco.
Claro que eu sei que há muitos filhos de artistas que já são até famosos, mas estes eu não conhecia. Inclusive eu não sabia que o cantor do grupo Casuarina, o ótimo João Cavalcanti, é filho de Lenine. Por isso, eu destaco o vídeo que eu vi do primeiro encontro dos dois cantando ao vivo no programa “Altas Horas”, exibido em 2010. Pois é, estou bem atrasadinha.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Mais de Beatles após 50 anos

The_Beatles_-_Please_Please_MeNo post Beatles é para sempre  falei da comemoração aos 50 anos do lançamento do primeiro single dos Beatles “Love Me Do” (outubro de 1962), no ano passado mas,  recentemente, foi noticiado que esse disco tornou-se propriedade de domínio público na Europa.
Isso aconteceu porque a lei atual de direitos autorais na União Europeia, em vigor desde dezembro do ano passado, estabelece em 50 anos o período em que um artista pode lucrar com suas composições.
Agora, com relação ao lançamento do primeiro álbum gravado em estúdio, “Please Please Me” (1963), em celebração dos seus 50 anos, foi divulgada a ótima notícia que ele será regravado para um especial da BBC com artistas convidados que terão apenas 12 horas de gravação, o mesmo tempo usado originalmente pelos Beatles, no histórico estúdio Abbey Road.
Eu li que “Please Please Me” terá convidados como Mick Hucknall, ex-Simply Red, e a banda Stereophonics e foi chamado até o engenheiro de som do álbum original, Richard Langham, para uma participação especial.
O show faz parte de uma série chamada “The Golden Age” e será exibida na rádio britânica BBC, no dia 11 de fevereiro, sendo também registrado para a TV para um especial intitulado “12 Hours to Please Me”, previsto para ir ao ar em 15 de fevereiro. Será que passará na TV a cabo brasileira também?
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Bom início de ano na TV

imagemnelsonmotta Já falei muito neste blog que sou noveleira e das últimas que mais gostei foram a das sete, “Cheias de Charme” e a das 9, “Avenida Brasil”.
Mas, quando a Rede Globo anunciou já no ano passado a microssérie “O Canto da Sereia”, do original “O Canto da Sereia – Um Noir Baiano”, livro de Nelson Motta, uma história policial sobre uma famosa cantora de axé, também fiquei empolgada em assistir e, claro, não me arrependi de ficar grudada na TV na  segunda semana do ano. Achei tudo muito bem feito, produzido, fotografado, com atuações bem ao estilo “Avenida Brasil”, ou seja, marcantes e bem diferentes do estilo das novelas.
Na segunda-feira, dia 14, sentada na sala de espera de um consultório médico, acabei assistindo um pouco de um programa a qual nunca assisto que é o “Mais Você”, da Globo, apresentado pela Ana Maria Braga e tinha como convidada para um café da manhã a atriz Ísis Valverde, a protagonista de “O Canto da Sereia”, porém, não cheguei a ver a entrevista porque me chamaram para a consulta.
Mas tem muita notícia na Internet, de como foi um desafio puxar um trio elétrico pela protagonista e que a música “No Ouvido da Sereia” foi composta especialmente para a minissérie por Quito Ribeiro, o mesmo que criou o sucesso “Vida de Empreguete”, da novela “Cheias de Charme”. Gostei desse início de ano na TV.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Ousadia japonesa

6557851g1 Uma das notícias mais divulgadas pela imprensa nesta quarta-feira (9) foi o falecimento do cineasta japonês Nagisa Oshima de pneumonia, aos 80 anos, em Kanagawa, ao sul de Tóquio.
Foi ele quem dirigiu o filme “Furyo, Em Nome da Honra” (1983), cujos protagonistas são meus ídolos musicais, os cantores e compositores David Bowie e Ryuichi Sakamoto.
A minha memória é fraca, mas eu me lembro que, quando passou esse longa no cinema, eu e um colega resolvemos fazer um trabalho sobre ele para o curso de jornalismo, que fazíamos na PUC de São Paulo, e parecíamos uns doidos fazendo anotações naquela escuridão do cinema. A minha nota foi dez, claro.
Mas Oshima se tornou presença internacional com o polêmico filme “O Império dos Sentidos”, de 1976. Li numa matéria escrita por Inácio Araújo, no caderno Ilustrada, da Folha de S.Paulo, de quarta, que o “o tórrido romance entre Sada e Kichizo surpreendeu espectadores e censores: como podia um filme ser ‘sério’ e ‘pornográfico’ ao mesmo tempo?”
O crítico da Folha também disse que o cineasta japonês foi o primeiro nome da “nouvelle vague japonesa” a chamar a atenção mundial.
Eu não vi o “Império dos Sentidos” no cinema, porque eu tinha 13, 14 anos, assisti depois em videocassete e para mim foi um marco do cinema japonês. Eu sempre gostei de quaisquer coisas ou atitudes que transgridam as regras e, por ser de origem japonesa me surpreendi com a ousadia de Oshima.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , | Deixe um comentário

Promessa musical

Ella-Henderson-ella-henderson-32477033-448-300No post Mais chance musical na TV falei sobre o crescente surgimento de realities shows musicais e, embora as edições brasileiras não consigam revelar grandes artistas nacionais, o recém-terminado “The Voice Brasil”, realizado pela Rede Globo, conseguiu maior exposição de novos artistas mesmo para aqueles que não venceram o concurso.
Fazendo uma pesquisa no Google eu vi que astros como One Direction, Cher Lloyd, Leona Lewis e Olly Murs foram revelados na versão inglesa do programa “The X Factor”.
Meio atrasada soube que tem uma cantora eliminada da atual edição que vai dar o que falar em 2013, ela se chama Ella Henderson e só tem 16 anos. Pelo que eu li a sua eliminação no final do ano passado foi inesperada por todos os jurados e causou indignação de outros famosos artistas.
O mentor do programa, o Simon Cowell, também estranhou e logo conseguiu para ela um contrato com a SyCo Records e ainda foi disputada por Columbia, Epic e RCA, selos pertencentes à Sony Music.
Claro que eu acessei o YouTube e vi a emocionante versão de Ella Henderson para a canção “Believe”, gravada por Cher, e, sim, foi um arraso e eu também choro com certas interpretações.
Não sou crítica de música mas, realmente, com apenas 16 anos e com tantas estrelas internacionais apoiando, acredito que seja certa a previsão de que ela  despontará como nova diva musical.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Mais sobre David Bowie

home_page_version5_thumb Depois da notícia de que David Bowie quebrou o silêncio de 10 anos ao lançar uma nova música, “Where Are We Now?”, na quarta-feira, dia 08, dia em que completou 66 anos, agora foi divulgado que a exposição “David Bowie is”, com mais de 300 itens sobre o cantor britânico, virá na íntegra ao Brasil, em janeiro de 2014, instalado no MIS (Museu da Imagem e do Som) de São Paulo.
Será o primeiro local fora da Inglaterra a receber essa megaexposição que acontecerá em Londres de 23 de março a 28 de julho de 2013, no museu Victoria e Albert (V&A).
Segundo o site UOL Música essa mostra reunirá fotografias, vídeos de turnês e letras de música originais escritas à mão por Bowie e apreciar de perto fantasias usadas pelo artista, incluindo as originais de Ziggy Stardust de 1972 e trajes criados para seus personagens Aladdin Sane e Thin White Duke.
Com essa volta de Bowie outros eventos poderiam acontecer neste ano para o pessoal novinho, por exemplo, entender porque sou fã desse artista moderno considerado o camaleão do rock por suas marcantes mudanças de visual.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Presente de início de ano

6fa6966f253a0fd41b3be308b27812990c8d3822d18e69ce34cee8fb917974e1Há um ano escrevi o post Feliz Aniversário, porque o meu ídolo David Bowie completou 65 anos. Aliás, escrevi muito sobre como sou fã desse compositor britânico neste blog, não só pelo seu trabalho musical, como também por ter sido ator em filmes como “Fome de Viver” e “Furyo”.
Agora, aos 66 anos, feitos nesta terça-feira (08), é ele que nos presenteia lançando uma música nova, após uma grande pausa desde 2003.
Segundo o site UOL Música, a canção “Where Are We Now?”, foi produzida por já seu costumeiro colaborador Tony Visconti, e se trata de um olhar triste sobre quando passou em Berlim na década de 1970. E o videoclipe, dirigido pelo artista multimídia Tony Oursler, vê-se o rosto de Bowie projetada sobre um boneco (foto acima), enquanto ao fundo passam imagens em preto e branco da cidade alemã ainda dividida, ou seja, antes da queda do muro em 1989.
A música foi gravada em Nova York precedendo o novo álbum chamado “The Next Day”, o 23º disco de estúdio do cantor, o qual deve chegar às lojas em março. UAU que legal, o ano começou bem.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Mais chance musical na TV

Byf5tsxcnLgCr4M15ktHchSKprImv7GdOjghROrfeEQQualquer programa reality show com mais ou menos índices do Ibope acaba atraindo um público variado. Digo isso porque eu mesma, que não sou simpática a esse gênero de atração, achei divertido ver aqueles que são musicais.
No ano passado escrevi o post Qual é o seu ídolo? por causa do programa American Idol e disse que os seus simalres brasileiros não conseguiam alçar seus vencedores ao estrelato como acontecem em outros países.
No entanto, com o recente The Voice Brasil, realizado pela TV Globo, parece que deu maior sorte aos seus participantes. A cantora baiana Ludimilah Anjos, que participou mas não venceu a competição, fez participação especial no show de Daniela Mercury, no dia 1º de janeiro, que aconteceu no Pelourinho, em Salvador. E ainda parece que alguns dos jurados do programa, como os cantores Daniel e Lulu Santos, estão dando uma força aos seus pupilos.
Agora tem um reality musical diferente que parece ser interessante que é o Breakout Brasil, do canal Sony Spin, o qual começou pela internet e terminará pelo canal a cabo. É só acessar o site, ouvir as bandas e votar, daí os cinco mais votados seguem pelo programa de TV.
Tudo isso faz parte de um mercado comercial, mas é sempre saudável ter mais um meio para revelar bons artistas,  às vezes bem talentosos, mas que ainda não conseguiram encontrar seu espaço.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , , , , , | 1 Comentário

Samba-Reggae no Ano novo

1992_O_Canto_da_CidadeNo primeiro dia do ano liguei a TV para saber se tinha algum musical e, novamente, no canal Multishow havia um show ao vivo e desta vez foi com a cantora Daniela Mercury no Farol da Barra, em Salvador.
E foi quando ela disse que em 2012 comemorou-se os 20 anos da canção “O Canto da Cidade”. Na hora me lembrei que ela, ainda desconhecida, estourou em São Paulo numa apresentação ao vivo no vão do MASP, contagiando o público e os passantes, parando inclusive o trânsito. Isso aconteceu em 1992, mas parece que foi ontem.
No dia 31 de dezembro eu também fiquei sintonizada e não deixei a minha tradição de ver o 63º “Kohaku Uta Gassen”, uma competição musical em que cantoras representam a cor vermelha (akagumi) e os cantores defendem a equipe branca (shirogumi), o qual é produzida e transmitida pela canal japonesa NHK, aqui se assiste ao vivo pelo canal a cabo. Para saber mais é só ler o meu post Tradição musical japonesa para um 2012 melhorque escrevi há um ano.
Apesar de ver esse programa há muitos anos eu sempre o acho meio chato, mas nesta edição foi legal rever a ótima banda feminina de rock e pop Princess Princess, surgida nos anos 80 e que acabou nos 90, porém, retornou no final de 2012 para fazer shows e arrecadar fundos destinados às vítimas do terremoto que o Japão sofreu em 2011. Muito bacana.
Feliz 2013! 
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Jazz no Natal

413bQ8fvPQL Depois da transmissão ao vivo do último dia da miniturnê “50 And Counting” dos Rollings Stones, o canal Multishow apresentou na véspera do Natal o especial de Paul McCartney, que ele fez para lançar o álbum “Kisses on the Bottom”, lançado em fevereiro deste ano.
O disco tem covers de clássicos do jazz e duas faixas da autoria do ex-beatle e foi inspirado nas canções que McCartney ouviu em sua infância em Liverpool, nas décadas de 1940 e 1950.
O álbum tem participações de artistas como Eric Clapton e Stevie Wonder e o show, gravado no Capitol Studios, em Los Angeles, contou com as participações de artistas como Diana Krall e John Pizzarelli.
Para mim foi mais um presentinho de final de ano.
Desejo a todos um grande ano, principalmente musical , para 2013.
Publicado em Sem categoria | Marcado com , , | Deixe um comentário